Há anos venho estudando o comportamento da mulher nos tempos atuais. Este espaço destina-se a analisar os reflexos (positivos e negativos) decorrentes do movimento feminista, através de textos escritos por mim e outros autores.

quinta-feira, 25 de março de 2010

VOCÊ É UM BOM MODELO A SER SEGUIDO?

A criança, bem antes de falar, observa o mundo e as pessoas que a rodeiam. Isto dá a ela um norteamento de como atuar na vida, consequentemente, se tornando o produto do que meio em que vive.
Ao se tornar adulta, mesmo tendo opinião própria, ela continua a se espelhar em outras pessoas (na forma de falar, agir ou se expressar de alguém que admira ou que chama a sua atenção).
Este tema foi detalhado e esclarecido nos posts anteriores : "Paradigma: um modelo a ser seguido” (dividido em 3 partes).
Vamos agora, olhar o outro lado da questão. O que acontece quando VOCÊ é o espelho para alguém? Todos nós, de uma forma ou de outra, influenciamos o meio em que vivemos. Mesmo que você quisesse ser invisível para não ser notada (o), tenha em mente que sempre tem alguém que a (o) observa e a (o) segue como exemplo.
Veja abaixo o vídeo que mostra a importância de estarmos sempre atentos ao nosso comportamento e atitudes, principalmente quando estes seguidores são nossos filhos.

video

Uma amiga minha está iniciando neste mundo da blogosfera. É uma pessoa fantástica! Muito doce, divertida e humana. Morou 8 anos no Japão e tem muito para nos ensinar. Vamos dar uma força pra ela! Seu nome é Liila e seu blog "VivaLiila". Obrigada!

"Geisa Machado"

domingo, 14 de março de 2010

MULÉ MACHO SIM SINHÔ

A Rede Globo está exibindo o programa Big Brother Brasil e em uma das festas proporcionadas aos brothers, uma participante (Mulher), trajando uma saia, estava sentada de pernas abertas. Outro participante (Homem) chama a atenção dela para este fato. Ela, numa atitude totalmente provocativa, abre mais ainda as pernas.
Outra edição mostrou esta mesma participante, na “brincadeira”, vestindo a cueca de um colega, alegando ser uma simpatia para amarrá-lo a ela (uma das muitas tentativas “atrevidas” de conquistá-lo).
A cueca e a calcinha são peças do vestuário que apontam para a diferenciação dos sexos. Portanto, o que passa despercebido é que esta participante, ao vestir uma cueca, expressa claramente o seu desejo de ser um homem. A sua profissão? Policial. Embora ela seja bonita e tenha um corpo exuberante (feminina na aparência), em contrapartida, muitas vezes se mostra agressiva, tendo um comportamento extremamente masculino.
O que eu chamo a atenção é para estes detalhes que parecem pequenos, mas que fazem toda a diferença, e que precisamos tomar cuidado para não usá-los como modelos. Nós podemos ser policiais, bombeiras, juízas ou ter qualquer outra profissão que no passado eram cargos ocupados exclusivamente por homens, porém, não podemos jamais esquecer que SOMOS FEMININAS NA ESSÊNCIA.


Mulheres que usam a cueca do marido ou do namorado (eu conheço algumas) estão, com certeza, querendo ser o homem da relação.
"Geisa Machado"

quarta-feira, 3 de março de 2010

PARADIGMA: UM MODELO A SER SEGUIDO (parte 3)

Todo movimento social, por mais libertador que possa parecer, sempre tem o seu reflexo negativo. Dentro do tema paradigma, vimos no post anterior, que por mais independência que a mulher possa ter conquistado, ela ainda está presa, inconscientemente, nos modelos antigos.
O cérebro sempre vai precisar de referências e é automático que a gente vá mudando os modelos e exemplos a serem seguidos, de acordo com a época que estamos vivendo. Isto acontece tanto para as mulheres quanto para os homens.
Observe bem as fotos abaixo:

Se analisarmos friamente, dentro do contexto social citado acima, a garota da foto está numa postura totalmente masculinizada. São imagens como esta que circulam por aí afora mostrando como a figura feminina está deplorável, sendo usada como chacota.
Parece-me que nos dias de hoje estamos tendo os homens como modelo e seguindo-os até mesmo numa postura corporal.
Citando o caso da universitária do vestido pink (ou vermelho?), ali está outro exemplo deste novo paradigma que está se instalando (leia o post “Acolher o desafio" ). Como a garota “se deu bem” e a sua imagem foi muito explorada na mídia, vejo muitas jovens querendo seguir este modelo (que na realidade, é um modelo de vulgaridade).
O que precisamos é nos mirar em mulheres que são admiráveis por se orgulharem da sua essência feminina e não do seu corpo exuberante. Mulheres que sabem se valorizar, charmosas, profissionais dedicadas, mães prestimosas e acima de tudo FEMININAS (na essência e na postura).
Se for inevitável que tenhamos paradigmas, busquemos então aqueles que são sadios para que possamos usufruir todos os benefícios advindos dele, e aí sim, se tornar uma mulher digna de ser um exemplo a ser seguido.



UM ENCONTRO MARCANTE: Este último domingo foi um dia inesquecível, porque Elaine Barnes (“Nas asas da coruja”), Sandra Botelho ("Meu aconchego"), Maria Bonfá (“Um mar de sonhos”) e eu nos encontramos e vivemos o virtual na vida real. Se quiser saber mais sobre este encontro vá aos blogs de Elaine e Sandra que está tudo registrado, inclusive com fotos, e delicie-se com a alegria deste momento transparecida em nossos rostos. Obrigada amigas! Vocês são mulheres maravilhosas!!!
" Geisa Machado"